Telefone: (11) 3032 - 6742      contato@genoads.com.br      Rua Álvaro Anes, 46, Pinheiros, São Paulo - SP
>
>
>

Definição de modal e dimensionamento de infraestrutura para transporte de cana

A Genoa foi contratada por uma empresa do setor de combustíveis para realizar um estudo completo da localização de áreas para a produção de cana-de-açúcar, visando minimizar os custos de produção e transporte até a usina. O problema se mostrou particularmente complexo por causa da existência de um rio próximo à Usina, exigindo a construção de infraestrutura para a transposição deste rio. Suas alternativas foram consideradas no estudo: hidroviária e rodoviária.

Para o estudo foram recebidos cinco pontos possíveis para a localização dos terminais hidroviários, sendo T1, T2 e T3 na margem esquerda do rio e T4 e T5 na margem direita. Os cenários estudados foram:

  • Travessia por ponte rodoviária

    • Construção de uma ponte de 1,6km ligando as duas margens do rio.

  • Transporte RoRo

    • T1 – T4: considerando um ponto de embarque

    • T1 e T2 – T4: considerando dois pontos de embarque

    • T1e T3 – T4: considerando dois pontos de embarque

    • T1 – T4: considerando um ponto de embarque e esteira entre a margem direita e a usina.

  • Transporte em barcaças graneleiras

    • T1 – T4: considerando um ponto de embarque

    • T1 e T2 – T4: considerando dois pontos de embarque

    • T1 e T3 – T4: considerando dois pontos de embarque

Detalhes

Área
Transportes, Infraestrutura
 
Setor
Agronegócio
Método
Analytics e Otimização
Local
Brasil

A região prospectada foi dividida em setores e subsetores e, para cada um, foram calculados os custos logísticos referentes a cada cenário estudado. Então, a Genoa desenvolveu um modelo de otimização para calcular todos os custos referentes a cada uma das alternativas e, assim, buscar o conjunto de soluções que minimiza o preço em cada cenário. Com uso da ferramenta criada, foi possível determinar um cenário com economia anual de milhões de reais, representando redução de até 10,6% dos custos logísticos em relação à utilização da infraestrutura existente.

Precisa de mais informações?