Telefone: (11) 3032 - 6742      contato@genoads.com.br      Rua Álvaro Anes, 46, Pinheiros, São Paulo - SP
Please reload

Posts recentes

Incrível Sistema de Distribuição para 200k pontos!

02/10/2015

Você já ouviu falar de entregas por Dabbawala??

 

Trata-se de um sistema de entregas que garante o atendimento de 200 mil clientes por dia, com uma confiabilidade de 99,9999%!! Não, eu não estou exagerando.

 

Antes que comece a procura por essa suposta incrível tecnologia, vou logo avisando, ela só é encontrada na Índia!

 

Os Dabbawalas (em hindu – carregadores de caixas) são responsáveis pela distribuição de marmitas (ou dabas) para estudantes e trabalhadores indianos. A comida é feita nas próprias casas dos clientes, onde os dabbawalas fazem a retirada no fim da manhã e entregam aos seus clientes até a hora do almoço. Passado o almoço, eles passam retirando os contêineres vazios e devolvem à residência de cada cliente.

 

 

Em Mumbai, onde a demanda é maior, são 200.000 clientes. Ou seja, estamos falando de 400.000 retiradas e 400.000 entregas todos os dias. Um trabalho que é realizado por apenas 5.000 dabbawalas. Como isso é possível em apenas algumas horas?

Os dabbawalas usam 2 formas de transporte – bicicletas e trens. Enquanto as bicicletas são usadas para o transporte last mile, é de trem que eles, e as marmitas, percorrem distâncias maiores.

O sistema conta com pontos de crossdocking estabelecidos, onde os dabas são trocados entre os entregadores de forma que, cada marmita é, em média, manuseada por 3 a 4 homens antes de chegar ao seu destino final.

Para dificultar ainda mais o processo, os dabbawalas são homens de pouca instrução que, muitas vezes, não sabem ler. Sendo assim, a identificação das marmitas tem que ser feita por cores e códigos:

  • Abreviações para pontos de coleta

  • Cores para estação de partida

  • Número para estação de destino

  • Marcações para destino final (prédio e andar).

 

 

Nessa era de automação e inovações tecnológicas, ainda temos o que aprender com essa comunidade simples, como sua organização, dedicação e desempenho. Se desenvolvemos métodos matemáticos a partir do comportamento de insetos (como colônia de formigas e colônia de abelhas), por que não estudar, aprender e desenvolver métodos e técnicas matemático-organizacionais a partir de comunidades simples e eficientes? Food for thought.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Arquivo
Categorias
Please reload